8 tendências nada óbvias que vão mudar o futuro segundo SXSW 2018

sxsw.jpg

De 9 a 13 de março, milhares de olhares se voltaram para Austin, no Texas, Estados Unidos, pois acontece o South by Southwest, festival de economia criativa que transformam os mercados de criatividade, mídia e marketing. Durante dez dias, algumas das mentes mais criativas e inspiradoras do mundo vão se reunir para descobrir, aprender e debater novas ideias e soluções que moldam os discursos sobre tecnologia, entretenimento, sociedade e cultura.

Mapeamos as oito principais tendências que devem agitar o SXSW 2018:

1 – TODO PODER AO BLOCKCHAIN
É uma das principais pautas do ano na conferência e nos lounges espalhados por Austin. A volatilidade do bitcoin conquista manchetes em todo o mundo, mas as criptografias são apenas o início de uma revolução maior e potencial. A tecnologia Blockchain avança rapidamente e está sendo adotada e experimentada em áreas tão diversas como contratos (música e saúde), identidade (passaportes, identificação pessoal), Internet de Coisas (mercados de dados) e gerenciamento de direitos digitais (música e filme). A ampla descentralização de dados pode se tornar a próxima grande fronteira da internet.

2 – INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL ONIPRESENTE
Um dos grandes temas do ano passado segue sob os holofotes no SXSW 2018. Com os dados firmando-se como uma espécie de DNA contemporâneo, a Inteligência Artificial (AI) ganha força com nossa gradual superexposição a sensores, por meio dos quais a tecnologia se torna onipresente. No paralelo, dispositivos como o Google Home colocam um assistente virtual no meio de nossa vida. O desenvolvimento em AI é rápido e as melhorias em habilidades, aptidão e precisão dos sistemas se acumulam de forma acelerada. Com ela, o futuro parece, ao mesmo tempo, brilhante e preocupante na medida em que nos dirigimos para terrenos ainda pouco explorados.

3 – VR & AR MUITO ALÉM DOS GAMES
A Realidade Virtual (VR) já provou que não é uma moda passageira e se consolida como uma poderosa ferramenta nas artes, na saúde, na educação, no jornalismo, nos negócios e no entretenimento. Seus padrões de produção evoluem rapidamente (característica comum às tecnologias emergentes), promovendo a aceleração da VR em direção a novas áreas. Paralelamente, mais dispositivos móveis permitem rodar aplicações de Realidade Aumentada (AR), fazendo com que a chamada Mixed Reality ultrapasse a barreira dos games.

 4 – SAÚDE HACKEADA
Os dados de nossos dispositivos e os entendimentos mais profundos sobre de que, afinal, somos feitos, conduzem a uma nova era na área da saúde. De hackear nosso próprio genoma ao desenvolvimento de medicamentos tão únicos quanto a condição e a pessoa que estão tratando, a tecnologia está tornando a ciência mais humanizada e nos levará a uma era de maior longevidade.

5 – A NOVA FACE DO ENTRETENIMENTO
Várias empresas não tradicionais tentam entrar na indústria de filmes e TV: Netflix, Apple, Buzzfeed e Refinery29, para citar algumas. Essas empresas devem investir bilhões de dólares em conteúdo original nos próximos anos. Sinais em torno de estratégias e tipos de conteúdo já aparecem aqui e ali. O SXSW deve responder de que forma esse movimento remodela o que conhecemos por indústrias da mídia e do entretenimento.

6 – CIDADES INTELIGENTES
Os papéis e as responsabilidades das cidades estão evoluindo em resposta a um mundo mais conectado e, também, mais tumultuado. Estamos começando a ver cidades se juntarem para enfrentar questões como a mudança climática, a segurança cibernética, a imigração e o extremismo. O SXSW propõe colocar luz sobre o que serão as cidades do futuro, proporcionando estabilidade, crescimento e comunidade para seus cidadãos. Mas se engana quem pensa que essa é uma discussão sobre o amanhã. É sobre o hoje e a necessária transformação que está em andamento nos espaços urbanos.

7 – DESIGN E O PAPEL ÉTICO DAS INTERFACES
Na medida que avançamos para uma era pós-dispositivo, começamos a ver os efeitos sociais e psicológicos em longo prazo que nossos devices e apps tiveram. O que aconteceu conosco desde o início do smartphone, das redes sociais e dos aplicativos móveis? O que acontecerá conosco se não reconhecermos esses efeitos e aprendermos com eles? Qual é o papel ético da indústria de hardwares e softwares sobre essa reflexão? O SXSW coloca o design de interfaces como pilar central nessa discussão, trazendo para a mesma mesa áreas como design, tecnologia, ética, psicologia e filosofia.

8 – IMPACTO E RESPONSABILIDADE SOCIAL
Enquanto a política divide opiniões, não raramente de forma radical, também vemos mais vozes organizar-se e levantar-se online e off-line em apoio a uma sociedade mais inclusiva. A diversidade e a inclusão são pedras angulares de sociedades inovadoras e criativas em todo o mundo. O SXSW pretende mostrar quais iniciativas – e tecnologias – podem impactar o mundo de forma socialmente positiva e tornar o planeta mais inclusivo.

Marcia KolosComment